Monday, 31 December 2007

A Introspectiva 2007.



Como disse o caro Veríssimo Filho em sua coluna no Estado, onde confessa não ser bom para escrever retrospectivas. Por não conseguir guardar bem os fatos e as datas. Como ele, eu também espero para ler as outras, e aí, se lembrar. Mas, sobre política brasileira, veja bem, eu posso até não me lembrar de tudo exatamente, aliás, aconteceu uma ‘nova’ quase todo o santo dia.

Era denúncia disso e daquilo nos noticiários, sim, e os nomes então. Sanguessugas, Gautama (lembra do Zuleido, o maior empreteiro ‘budista’), máfia das ambulâncias, mais máfia e muita sacanagem. Tivemos de tudo, irmão que roubava, porém, para se livrar o apresentaram como burro (irmão do presidente), a bezerra (douradinha) de quinhentos mil reais do senador, a tentativa do maldito aumento de cem porcento dos salários dos parlamentares e por aí vai.

Agora, a lengalenga da saída de Renan Calheiros, além de ter sido uma patifaria total, e pior, ‘patifaria no horário nobre’ durante dois meses. Isso, somado a pilantragem que foi a também saída do então presidente da Casa Civil, o ‘temido’ Zé Dirceu e sua gangue.

Bem, depois acredito que nem se precisa falar. Foi uma ‘enxurrada’ de demissões até o superfaturado Paloci. Brasília ainda contaria com brigas estúpidas de Clodovil e CIA e as baboseiras e ‘dança da pizza’ no sombrio Congresso Brasileiro. Já parou pra pensar como aquelas paredes já viram ‘coisa errada’? Muita lama corre ali, deve ser por isso ter tanto funcionário da limpeza nos corredores.

Finalizando este bendito ano, presenciamos o talvez improvável fim da esdrúxula CPMF. E que fim, na mais pura ‘trairagem’ da oposição ao governo Lulalá. O que já começa o ano com proposta de criação daquilo que já está sendo chamado de ‘quebra de sigilo bancário’, as novas ações do Banco Central sugeridas pela falta do estúpido imposto.

No meio do pacote está o povão, que arduamente vem sido ‘batido’ como em uma máquina de lavar roupas, somando a carga tributária, onde se paga, mas não recebe. Resumindo o tralalá, que Deus abençoe 2008, pois, não parece ser fácil.

Um feliz ano novo pra você.






0713

Saturday, 29 December 2007

MySpace 'bonzinho' e 'amigo das autoridades'.



Filial brasileira da rede social fala em 'política total de colaboração' com as autoridades brasileiras na liberação de dados.

Em entrevista coletiva realizada na sexta-feira (14) para apresentar suas estratégias no Brasil, os executivos da rede social MySpace mostraram ter aprendido com a experiência do Orkut, site de relacionamentos do Google. “O MySpace será amigo das autoridades, com uma política total de colaboração”, afirmou Emerson Calegaretti, diretor-geral do MySpace Brasil e ex-funcionário do Google Brasil.

O MySpace Brasil já funciona em fase de testes e foi lançado oficialmente na quarta-feira (19), com um “show secreto” da banda NX Zero. A principal mudança nessa versão localizada é o idioma: antes da versão beta em português havia 300 mil brasileiros e agora eles somam 1 milhão.

Durante anos, a filial brasileira do Google afirmou que não podia repassar dados do Orkut solicitados pela Justiça local, alegando que só a matriz, nos Estados Unidos, tinha essas informações. A situação mudou em setembro deste ano, quando a filial assumiu a responsabilidade pelos dados postados por brasileiros nessa rede, a mais popular do país.

A versão brasileira do MySpace chega atrasada ao país em relação ao Orkut, que foi traduzido para o português em abril de 2005. Mas a página que tem 110 milhões de usuários em todo o mundo aposta em duas estratégias para conquistar os jovens brasileiros: a possibilidade de o usuário personalizar completamente o seu perfil e também os eventos realizados on-line e off-line – destes, só poderão participar os internautas cadastrados na rede social.
Juliana Carpanez(G1) Leia+






0713

Thursday, 27 December 2007

O experimentalismo e a desconstrução tipográfica.



Ser ou não ser, fazer ou não fazer? A verdade é uma só, com tantas opções geradas pela tecnologia nos softwares gráficos, os designers inovaram totalmente sua maneira de trabalho e de pensamento. Se levarmos em consideração toda a trabalheira que se tinha a mais de duas décadas atrás na produção de um layout, comparado aos dias atuais, fica a incógnita no ar. Perdeu-se o brilho da criação autoral, ou ocorreu um ganho enorme na facilidade dos trabalhos? Fato ou não, temos sim, uma grande agilidade atualmente com tantas ferramentas. Tenha uma boa leitura e até a próxima.

"Para completar o quadro, várias modalidades visuais (textos, desenhos geométricos, gráficos, fotos, pinturas, objetos em 3 dimensões) podiam ser então facilmente geradas e/ou processadas por uma só pessoa e integradas pelo computador gráfico à uma página ou a um slide de apresentação, já que os aplicativos haviam se tornado mais diversificados e fáceis de usar, enquanto a matéria-prima permanecia sendo sempre a mesma: pontos luminosos (pixels), preto-e-branco ou coloridos, numa tela de vídeo."

"A gama de alternativas de ação, passíveis de execução a qualquer momento, também foi se tornando cada vez mais ampla, à medida que os programas visuais foram evoluindo. De tal forma que hoje se indaga: o que é que o computador ainda não me permite fazer? Ao invés de enumerar uma lista muito grande de opções."

"A complexidade dos recursos, a heterogeneidade dos elementos visuais processados, o realismo das simulações WYSIWYG, a fragmentação da criação em passos cada vez menores e a possibilidade de modificar cada vez mais detalhes pontuais das peças, leva os designers a procurarem fugir de dogmas e fórmulas concebidas em épocas em que a manipulação tipográfica ainda era muito limitada, cara, demorada e sujeita às restrições de ordem física."

"O operador/programador, que anteriormente vivia subordinado à sintaxe da máquina, passa agora à condição de usuário/controlador de um sistema muito rico em possibilidades de input, processamento e output de sinais. Tudo o que se exige agora é que o sujeito tenha um fluxo abundante de idéias para serem testadas pelo computador; e que valorize ao máximo os complexos e sofisticados recursos que utiliza tentando criar soluções cada vez mais inovativas e originais."

Flávio Vinicius Cauduro
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade dos Meios de Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (FAMECOS-PUC/RS).





07 / 08 post view:: 01 02 03 04 05 06







...continua na próxima quinta.








0713 conv. Jefferson Cortinove

Wednesday, 26 December 2007

2008 o Ano Internacional do Planeta Terra.



Brasil participa em 2008 do Ano Internacional do Planeta Terra.

Diversos eventos estão programados no Brasil no próximo em 2008 em comemoração ao Ano Internacional do Planeta Terra (AIPT). Instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 2005, com apoio de 191 países, o Ano Internacional do Planeta Terra (AIPT) vem sendo comemorado em 2007 e continuará em 2009.

O objetivo é chamar atenção do mundo para a importância da difusão e das práticas das Ciências da Terra, visando à sobrevivência do planeta e das populações que o habitam. Essas ciências envolvem conhecimentos desde o núcleo da Terra até a alta atmosfera, conforme explica o representante do Brasil para as comemorações, Carlos Oiti, coordenador-geral das unidades de pesquisa do Ministério de Ciências e Tecnologia (MCT).

Fazem parte dos estudos a Geosfera, que é o solo onde pisamos; a Hidrosfera, onde estão as águas territoriais e oceânicas; a Biosfera, que compreende a vida que existe na terra e a Atmosfera, com o ar e a camada de ozônio.

Os países que vão participar dos eventos em comemoração ao AIPT realizaram concurso público sobre o assunto escolhendo trabalhos de 350 estudantes entre 18 e 22 anos. São textos, edições de CDs, vídeos, poemas, músicas, pinturas, e desenhos relacionados a dez temas que envolvem as Ciências da Terra. Do Brasil, foram selecionados trabalhos de três estudantes.

Igor Kestemberg Marino, estudante de Geofísica da Universidade Federal Fluminense (UFF), apresentou um vídeo sobre oceanos; Francisco Ferreira de Campos, do curso de Ciências da Terra na Unicamp, foi o segundo escolhido, com desenho sobre recursos subterrâneos, principalmente água; e Thamirez Nogueira Magalhães, também da UFF, teve foi vencedor com um desenho sobre mega-cidades. Lourenço Canuto(Radiobrás) Leia+







0713

Tuesday, 25 December 2007

Sem atividades...

Excepcionalmente hoje não teremos postagem.

> feliz natal <

Monday, 24 December 2007

Boas festas governamentais.



Natal na terça-feira acaba sendo uma data estranha, bem, nada contra, mas também nada a favor. O governo que o diga, iniciar um ano novo com menos arrecadação pode ser um pouco dolorido. Dinheiro a menos para a gastança não é nada sorridente.

Porém, exista analista que garante que mesmo sem a maldita CPMF o País terá uma arrecadação suficiente para o orçamento previsto. O que pode realmente pesar na diferença, talvez, seja o superávit primário. Este ano de fato foi ao longo do percurso uma comédia governamental, sim, e que comédia. Mas, prefiro escrever uma sarcástica ‘retrospectiva’ no próximo post.

Bom pelo menos assunto não irá faltar, tivemos um pouco de tudo, e claro, pode esperar que vem muito humor. Aliás, só rindo mesmo da situação, o que é comum entre os brasileiros.

Já Arlindo Chinaglia, garantiu que irá mudar o processo das medidas provisórias em 2008. Veja você, as injustificáveis e aproveitadoras na maioria das vezes, as MPs, travam e muito a já retardatária pauta do congresso.

No final, como eles sempre param e antecipam suas prolongadas férias ‘vem que eu gosto’, os ‘benditos’ esculacham a ‘cara do povão’ recebendo os seus 14º e 15º salários.

Um feliz natal , (sem palavras).






0713

Saturday, 22 December 2007

Barbacena com internet sem fio.



Barbacena em MG ganhará rede de comunicação de dados sem fio.

Barbacena assinou um contrato para instalação de rede de comunicação de dados sem fio que colocará o município entre as cidades digitais. Segundo Ministério das Comunicações, tecnologias como WiMAX e Wi-Fi deverão conectar a cidade.

Segundo Edmo Casaroli Soares Junior, gerente da Damovo, empresa responsável pela infra-estrutura do projeto junto com a RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa), depois de Tiradentes, Barbacena é a próxima cidade mineira a ter conexão e acesso wireless à Internet em todas as suas escolas e postos de saúde. "No total, 54 pontos passarão a contar com tecnologia para comunicação convergente, com a qual a população poderá ter acesso gratuito a pacotes de voz, vídeo e dados", comenta.

O projeto será composto por rádios e roteadores wireless e switches. "Serão dois rádios setoriais de 120º instalados em uma estação rádio-base, no morro Monte Mario; dois rádios setoriais de 120º instalados na torre da rádio de Barbacena; 54 rádios de 3Mbps, sendo um para cada ponto; 18 roteadores wireless para os pontos onde não há cabeamento; e dois switches", explica Ricardo Jeronymo, gerente responsável pela área de Canais da Damovo.

Projeto Tiradentes Digital

Tiradentes é uma das poucas cidades brasileiras equipada com Internet sem-fio de alta velocidade. O Projeto batizado de “Tiradentes Digital” implantou na uma rede de comunicação sem fios, utilizando a tecnologia Wi-MESH, que permite aos turistas e residentes, escolas e órgãos do município, o acesso à Web. A iniciativa é resultado de uma parceria entre o Mistério das Comunicações e a Prefeitura de Tiradentes e outros órgãos, como o Ministério da Educação, da Saúde e empresas privadas.
WNews(UOL)








0713

Friday, 21 December 2007

Radar Cultura 2.0



Fundação Padre Anchieta lança "Radar Cultura".

A Fundação Padre Anchieta (TV Cultura) vem inovando seus meios e se mostrando bastante preocupada em não perder espaço com as novas tecnologias. Buscando disponibilizar seu rico material já algum tempo na internet, ela entrou de vez no ‘movimento’ Web 2.0, onde internautas poderão conversar entre si e participar diretamente da programação da Rádio Cultura.

Enviando podcasts, deixando comentários, músicas e muito bate-papo. Tudo indica ser uma ótima ação por parte da Fundação e dos demais colaboradores da TV Cultura.

Conferindo alguns podcasts, percebi quanta coisa boa foi resgatada ou, ao menos disponibilizada a todos de maneira simples. Lançado dia 17, contou também, com um evento para blogueiros.


Para visitar e deixar o seu voto nas melhores gravações do RadarCultura clique aqui::






0713

Thursday, 20 December 2007

O experimentalismo e a desconstrução tipográfica.



A evolução das tecnologias e as influências do meio digital modificaram e muito o cenário dos designers desde a década de 80. Neste 6º post do nosso estudo, iremos compreender um pouco deste momento de descobertas e inovações. Boa leitura e até a próxima.

"Tirando partido das limitações impostas pelo bitmaps, que aprisionavam tipos e figuras em contornos serrilhados (jags), se destacaram alguns designers situados em LA, como a freelancer April Greiman, que lançou o design híbrido (digito-analógico) e os parceiros imigrantes Rudy VanderLans & Zuzana Licko, que divulgaram e batalharam a estética do bitmap digital da nova tipografia na sua revista Emigre, começando a mudar o gosto gráfico da nova geração em fins dos anos 80. Há de se mencionar também a contribuição do construtivismo irreverente de Neville Brody, designer das revistas londrinas The Face e City Limits, de capas de discos e de livros (Penguin Books), e produtor de muitos logos e anúncios memoráveis (vide Wozencroft 1988)."

"Esses novos recursos vão permitir a elaboração rápida de layouts quasi-profissionais pelos usuários, pois ele/ela passa a ter a sua disposição quase todos os recursos de uma máquina fotocompositora tradicional, somados a recursos de manipulação de imagens equivalentes ao de um sofisticado laboratório fotográfico."

"Com isso, os designers eletrônicos passaram a refinar cada vez mais a qualidade de seus layouts, manipulando repetidamente detalhes gráficos em escala cada vez menor, chegando inclusive a poder trabalhar, quando quisessem, contornos, texturas e detalhes de qualquer símbolo. E podem, se quiserem, gerar (e depois venderem cópias!) suas próprias fontes tipográficas, com a ajuda de softwares de baixo custo bastante simples de operar."

"Em suma, os designers passaram a ter uma maior liberdade e estímulo para experimentação e um maior controle sobre suas criações. O resultado de qualquer decisão ou manipulação executada por eles era imediatamente mostrado na tela, para ser aceito ou rejeitado pelos mesmos."

"Ao leigo, o computador permite agora que também possam fazer suas experimentações tipográficas, sem maiores custos e sem sofrer nenhuma penalidade."

Flávio Vinicius Cauduro
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade dos Meios de Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (FAMECOS-PUC/RS).






06 / 08 post view:: 01 02 03 04 05







...continua na próxima quinta.








0713 conv. Jefferson Cortinove

Wednesday, 19 December 2007

Ágio sempre é grana.



Leilão de celular 3G tem ágio acima de 200% e deve arrecadar R$ 6 bi. Anatel supera previsões já no primeiro dia e arrecada R$ 2,4 bilhões com a venda das primeiras licenças.

O leilão das cinco primeiras licenças de terceira geração da telefonia celular (3G), realizado ontem, superou todas as expectativas dos especialistas, com ágios superiores a 200%. Somente ontem, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) arrecadou R$ 2,4 bilhões, com um ágio de R$ 1,482 bilhão sobre o preço mínimo.

O apetite voraz dos competidores pelas freqüências fez com que a agência elevasse a sua previsão de ágio total para 100%. Com isso, deverão ser arrecadados R$ 6 bilhões para os cofres do governo federal com todas as 44 licenças.

As empresas Vivo, TIM, Claro e Oi arremataram as quatro licenças da primeira área, que compreende Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Sergipe. Elas pagarão ao todo R$ 1,9 bilhão - um ágio de 160,45% sobre a soma do preço mínimo de cada lote, que era de R$ 736,5 milhões. A Nextel, apesar de não ter levado nenhuma licença na primeira área, serviu de fator-surpresa, acirrando a disputa até os lances finais.

As freqüências da 3G são tão concorridas porque representam uma nova oportunidade de negócios para as operadoras, com a oferta da banda larga. A tecnologia amplia a capacidade do celular, que passa a exercer novas funções, como um computador portátil que se conecta à internet em alta velocidade, exibindo vídeos e imagens de TV. Também pode servir como localizador, indicando o caminho mais próximo ao destino e substituir o cartão de crédito.
Gerusa Marques e Leonardo Goy(Estado) Leia+


A idéia é de que, também no período de dois anos, todas as capitais dos Estados, o Distrito Federal e as cidades com mais de 500 mil habitantes terão cobertura total (por definição, cobertura total corresponde a 80% da área urbana) para serviços de banda larga móvel. Ao fim de quatro anos, todos os municípios com mais de 200 mil habitantes deverão estar cobertos pela banda larga sem fio. Passados cinco anos, 50% dos municípios com população entre 30 mil e 100 mil habitantes e 100% daqueles acima desta faixa estarão aptos a utilizar esses serviços. Ao fim do oitavo ano, pelo menos 60% dos municípios com menos de 30 mil habitantes terão a tecnologia disponível. Ao todo, cerca de 3.800 municípios brasileiros serão atendidos com os serviços de banda larga sem fio. (Exame) Leia+







0713

Tuesday, 18 December 2007

Desabafos 41 - "Mulher Amazônia"



Você bela,
linda.
Deslumbrante,
emociona.
Fostes maravilhosa.
Viva radiante.
Perfume inigualável.

Que lindos,
olhos verdes,
corpo robusto.
Curvas intangíveis.
Cativante,
conquistadora.
Era você Amazônia.

Pena,
dor e sofrimento.
Enganada,
explorada e maltratada.
Homens cruéis,
insaciáveis
molestada fora.

Malditos,
aproveitadores.
Assassinos e hipócritas.
Mataram lhe,
com crueldade.
Sem piedade,
você deixou de existir.






willians de abreu

Monday, 17 December 2007

Fim de novela e o começo da outra.



Aconteceu algo por esses dias que eu não acreditava. O fim da esdrúxula CPMF. Depois de mais de dez anos, realmente não iremos pagar este maldito imposto no ano que vem. Oferta de cordeirinho, não, eu digo manobra de lobos.

Ora, você não acredita que a oposição votou contra por amor ao povo? Logicamente que não. Ela só se manifestou contra em sua maioria, como forma de frear o sentimento ‘Lulalá’ que toma conta do Brasil, bem, pelo menos na mídia.

Outro fator que pesou na votação foi o do remoto e improvável terceiro mandato de Lula, pois, com as coisas indo bem, talvez isto fosse mais fácil. Manobras a parte, o governo perdeu na madrugada da votação aproximadamente 40 bilhões de reais. Provavelmente uma enorme fatia do bolo, onde quem se lambuza, são sempre eles. O povo olha pela vitrine esperando por suas migalhas.

Sim, no Brasil a renda nunca será distribuída, infelizmente algo já enraizado na nossa cultura. Onde sempre terão apenas alguns com muito, e uma maioria solitária na miséria. Sem escolas decentes, sem hospitais e por aí adiante.

Agora, e os bolsões ‘vitalícios’ do Lula? Os ‘vales’ isto e aquilo. Em outras palavras, o governo vai ter que manter toda a estrutura viciosa dos planos de assistencialismo do ‘companheiro’. Este é o problema, não é a toa que já se estuda um novo e injusto imposto da saúde. Veja você, se a verba realmente fosse usada no seu devido fim, era uma coisa. Mas no Brasil, a gente já sabe que onde tem grana, tem sempre um interesse alheio.

‘Doença’ ou estupidez medíocre de medíocres aproveitadores da máquina pública, sim, este é o nosso País. Estúpidos vivendo suas ‘vidinhas’ medíocres de sacanagem, corrupção, desvios e superfaturamento de tudo que possa ser superfaturado.

Eu te digo, a novela nunca acaba. Não sou um pessimista e nem tão pouco um alarmado. Apenas acompanho o ridículo histórico da política brasileira...








0713

Saturday, 15 December 2007

Banco de vozes.



Empresa, que já seguia tal tendência em trabalhos específicos, resolveu oficializar a prática para oferecer opções de vozes mais autênticas para as agências.

A produtora de som Tesis aposta na organização de um banco de vozes inéditas, composto por pessoas comuns, sem formação de ator ou locutor, para interpretar campanhas publicitárias. Há algum tempo a empresa já vinha seguindo essa tendência em trabalhos específicos; agora, entretanto, resolveu oficializar a prática para oferecer opções de vozes mais autênticas para as agências. Isso não quer dizer que a produtora deixará de trabalhar com atores profissionais ou locutores; no momento, a pretensão é de agregar o talento natural de não profissionais para tornar os spots de rádio mais próximos da realidade.

"Nossa idéia é fugir de alguns vícios de interpretações, realizadas pelos profissionais do mercado, para oferecer vozes comuns em criações que exigem essa autenticidade", explica o sócio-diretor da Tesis, Silvio Piesco. Segundo ele, a participação de pessoas comuns contribui inclusive com o texto da criação, evitando que passem diálogos estereotipados em campanhas que procuram estabelecer uma identificação direta com o público.

Até agora, a empresa já gravou cerca de 400 pessoas, destacando as 30 que hoje estão registradas no banco de vozes - tipos que vão desde repentistas nordestinos encontrados no centro da cidade até uma funcionária da área de contabilidade que trabalha dentro da própria Tesis. Mas os participantes estão sempre em rotatividade, sendo elaborada uma nova pesquisa de garimpagem para cada campanha encomendada.

Piesco afirma que não oferece preparação de ator para as pessoas do banco de vozes; elas simplesmente são selecionadas por sua voz natural adequada à criação da campanha. O produtor musical, que já teve experiência como diretor musical no teatro, afirma que a intenção é fazer com que os participantes sintam-se em uma situação "real" que esteja descrita no roteiro da campanha para extrair um tipo mais espontâneo de narração. Ruy Barata Neto(Meio&Mensagem)







0713

Friday, 14 December 2007

Lembrando sempre a estrutura de um blog.



AlmapBBDO estréia novo site.

Alguns meses atrás quando estava visitando o site da AlmapBBDO, pensei por alguns instantes sobre ele. Pelo que me lembro, já estava a uns dois anos com o mesmo visual. Mas, sempre atualizando os jobs.

Ontem eles mudaram, publicaram o novo. Pelo que pude notar, um visual leve, com destaque para informações.

Lembrando sempre a estrutura de um blog. Bem interessante seu wireframe, possibilitando uma navegação bem ‘tranquila’.

Cuidando sempre das questões de pregnância e sabendo dosar na medida os elementos gráficos que compunham layout.

Bem, experimente aqui::







0713

Thursday, 13 December 2007

O experimentalismo e a desconstrução tipográfica.



Neste 5º post sobre “Experimentalismo e desconstrução tipográfica”, temos uma curiosidade, isto é, como eram vistos os designers que ousaram com novos formatos no uso da tipografia e todo o drama gerado em cima do experimentalismo dos mesmos na década de 80. Visto como ‘insanos’, eles foram precursores daquilo que vemos ao vários exemplos atuais. Seja em revistas, sites, jornais, digital papers entre outros. Tenha uma boa leitura e até a próxima.

“Tipografia’ é a arte, ou habilidade, de projetar a comunicação que se realiza por meio da palavra impressa. Ela compreende o design de livros, revistas, jornais, folhetos, panfletos, cartazes, anúncios, bilhetes, na verdade de qualquer coisa que seja impressa e comunique alguma coisa às pessoas por meio de palavras. O comunicar por meio de imagens – i.e. por meios pictóricos ou por símbolos, em contraposição a palavras – é uma espécie diferente de habilidade... embora um tipógrafo tenha muitas vezes que lidar com ilustrações...’ (McLean 1980: 8, ênfases minhas)”

“Os novos microcomputadores pessoais e seus aplicativos gráficos, principalmente combinações do tipo Apple Macintosh–Aldus PageMaker, deram a seus usuários a possibilidade inédita de controlar uma ampla gama de atributos visuais dos textos que podiam ser agora compostos, deformados (se necessário) e diagramados na tela – e não mais simplesmente processados (isto é, podia-se ir além da simples conversão automática de keystrokes e comandos fixos de diagramação em blocos de textos impressos em papel fotográfico para posterior corte e montagem em mesas de paste up).”

“Os novos PCs gráficos da Apple também possibilitavam integrar blocos e colunas de textos com imagens e elementos geométricos (fios, círculos, elipses, retângulos, molduras). A página virtual, mostrada pelo monitor, passou a ser formada através da digitação de tipos no teclado e por manipulações analógicas escolhidas de um menu de possíveis transformações oferecidas pelos aplicativos gráficos (dentre os quais se sobressaía o utilíssimo Super Paint da Silicon Beach Software), com a ajuda de um indicador-puxador-clicador espacial, também analógico, conhecido como mouse.”

“Na época heróica do DTP (dos 72 dpi de resolução gráfica das impressoras), que cobre o período 84-86, começam a aparecer trabalhos de estudantes de design que, mais entusiásticos e audazes que a maioria de seus colegas já estabelecidos profissionalmente, exploram inteligentemente a baixa definição dos tipos digitais. Eles utilizam essa limitação como pretexto para uma nova estética gráfica, hi-tech, mas que é rejeitada pelos tradicionalistas como sendo ‘brutalista’ e até mesmo ‘obscena’ (sic, vide Meggs 1989).”

Flávio Vinicius Cauduro
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade dos Meios de Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (FAMECOS-PUC/RS).





05 / 08 post view:: 01 02 03 04








...continua na próxima quinta.








0713 conv. Jefferson Cortinove

Wednesday, 12 December 2007

Leilão de licenças 3G.



Leilão de licenças 3G terá 8 grupos interessados.

O leilão de licenças de telefonia celular de terceira geração (3G) a ser promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na próxima semana terá oito grupos interessados, entre eles a Nextel, grupo norte-americano presente no país que opera um serviço de trunking (comunicação direta via rádio) voltado a empresas.

Segundo informação da assessoria de imprensa da agência, as empresas que apresentaram documentação para participarem do leilão marcado para o dia 18 incluem ainda as operadoras Brasil Telecom, Oi, Claro, Vivo, TIM e a CTBC.

A Anatel irá licitar 36 lotes de licenças da tecnologia que permite oferta de acesso rápido à Internet e videochamadas em celulares ao preço mínimo de 2,8 bilhões de reais.

No último leilão promovido pela agência, de sobras de frequências realizado em setembro, operadoras chegaram a oferecer ágio médio de mais de 50 por cento sobre o preço mínimo definido pela Anatel. (Reuters) Estadao







0713

Tuesday, 11 December 2007

Desabafos 40 - "Expatriados"



Infeliz sonho,
falsa ilusão.
Perda,
sofrimento.
Tolice.
Arrependimento,
clandestino.

Não mais.
Estou voltando,
para casa.
Humilhado,
despercebido.
Egoístas,
e hipócritas.

Encurralado,
permaneci.
Longe da pátria,
senti-me perdido.
Odiado,
triste.
Só.

Este é o fim.
Minha casa,
minha mãe.
Minhas ruas,
meu canto.
Minha vida,
meu Brasil.






willians de abreu

Monday, 10 December 2007

Faz de conta, falso cordeirinho e o nosso governo.



É impressionante como tem patifaria toda a semana no nosso País. E olhe que eu sempre busco coisas diferentes. Mas, infelizmente no Brasil, de diferente às vezes apenas os acusados. Agora, os crimes giram em torno da mesma esfera. Corrupção, crimes contra o patrimônio público, desvio de verbas e outras mazelas mais.

É tudo uma festa, e pior, rola patifaria em pleno horário comercial. A renúncia do faz de conta, pois é, o tal do Renan. Depois de travar o já travado senado brasileiro por mais de 02 meses, o mesmo faz todo um ‘ritual de majestade’ na sua renúncia. Vejamos, o governo não gostou. Queria a qualquer custo aprovar primeiro a esdrúxula CPMF, para depois resolver a saída do ‘ilustre’.

Por outro lado, o desespero tomou conta e alarmou geral. O governo resolveu cortar 14 das prováveis 35 injustas cobranças bancárias. Presente de deus grego tenha certeza, se alivia aqui para ganhar ali. Esta história eu já conheço e no País já se tornou figurinha marcada. Nosso ‘querido’ presidente, seus discursos bem escritos, e claro, seu passado bem esquecido.

Lula que já gritou aos ‘quatro cantos’ ser contra a maldita CPMF, agora dá abraços, sorrisos, faz acordos e ‘churrascões’ na busca de apoio. Uma enorme vergonha, para não dizer uma ‘p#%#’ sacanagem. Pelo menos para mim.

É tradição do Brasil, nos corredores de Brasília, muita ‘mutretagem’, pouco trabalho e diversas ‘ladainhas’. O povão segurando o ‘rojão’ no dia-a-dia, enquanto eles, os do colarinho-branco seguem suas vidinhas medíocres vivendo nas custas dos miseráveis.

Eu sigo nas críticas de segunda e, a história continua...






0713

Saturday, 8 December 2007

Evitando que parlamentares usem "laranjas".



Relatório a ser votado pela Comissão de Ciência e Tecnologia sugere regras mais rígidas para evitar que parlamentares usem "laranjas" para comprar emissoras de rádio e TV.

Será votado na próxima quarta-feira, 12, pela Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara, relatório da subcomissão de outorgas que sugere uma série de alterações nos critérios para concessão de licenças para operação de emissoras de rádio e TV. Entre as propostas formuladas uma já está em vigor: é o ato normativo nº1, de maio de 2007, que reorganizou a forma de análise para concessão de outorgas da radiodifusão, destacando a necessidade de fiscalização periódica.

O texto final deverá ser ainda mais rígido e propor a alteração do artigo 54 da Constituição, com o objetivo de evitar que políticos ou pessoas que ocupem cargos públicos detenham, por meio de "laranjas", concessões de emissoras de rádio e TV.

Além disso, o relatório diz que é necessário criar um canal de comunicação para que os cidadãos possam denunciar irregularidades na prestação dos serviços de rádio e TV. Esse canal também serviria para que as pessoas apresentassem sugestões para aperfeiçoar a regulamentação dos serviços de radiodifusão comunitária e comercial.

Para o fim dos problemas de legislação específica para as rádios comunitárias, a relatora sugere a retomada da discussão de projetos de lei que tramitam na Comissão de Ciência e Tecnologia. A idéia é analisar a operação em baixa freqüência, bem como verificar por que há tanta demora na análise dos processos de concessão de outorgas dessa modalidade de radiodifusão pelo Ministério das Comunicações. Alexandra Bicca(Meio&Mensagem)



Partindo da idéia, que os principais donos de concessões de TV e rádio são ex-apoiadores do regime militar, entre eles os Marinho, a família ACM entre outros. Onde licenças e apropriações ocorreram durante anos de maneira indevida. Seu José Sarney, na época em que foi presidente, aproveitou a chance de ser o último governante a ter direito de liberar tais concessões, despachou as exatas 90 concessões no seu mandato. Advinha quem ficou com a maioria. Seus amigos da Bahia, a 'ilustre' família ACM.








0713

Friday, 7 December 2007

Saindo de bases intuitivas.



"O negócio da publicidade ganha se sair de bases intuitivas para bases mais factuais e realistas" - Abel Reis, vice-presidente da AgênciaClick.

O declínio das mídias tradicionais em prol de novos formatos seria inevitável frente ao avanço do acesso à internet e às tecnologias em aparelhos móveis. Há hoje no mundo 3,3 bilhões de celulares. Essa mobilidade disponível traz intensificação da interatividade, o que vai levar a uma mudança do modelo de negócio na comunicação.

A pesquisa da Accenture ouviu 70 presidentes de companhias com presença global. Dos entrevistados, 43% acreditam que as formas de anúncios feitos atualmente devem sofrer alterações drásticas nos próximos cinco anos e migrar para plataformas digitais. Até 2011, eles projetam que a mídia online vai absorver US$ 44 bilhões em publicidade, o que já é mais do que é investido em rádio e impressos.

O outro estudo, a cargo de Cole - diretor do Center for Digital Future da USC Annenberg School, nos EUA -, mostra que a nova geração, que tem hoje entre 12 e 24 anos, já não concebe o mundo fora de uma tela - principalmente a tela interativa. (Agência Estado) Leia+



Entre outras coisas discutidas, foi levantada a questão da Terceira Tela por Jeffrey Cole, ao se referir a telas dos celulares. Estamos vendo claramente o grande impacto da tecnologia mobile. Em outras palavras, a mudança para a convergência digital não irá alterar apenas os meios, mas, mudará até mesmo os hábitos e fatores ‘dogmas’ da sociedade.






0713

Thursday, 6 December 2007

O experimentalismo e a desconstrução tipográfica.



Dando continuidade ao nosso grande estudo sobre experimentalismo e descontrução tipográfica, hoje veremos alguns relatos sobre as oposições e alguns estilos diferentes chegando ao conhecido termo DTP. Este é o nosso 04 post de uma série total de 08. Ótima leitura e até a próxima.

"“Um livro deve ser a expressão futurística de nossos pensamentos futuristas. Melhor: minha revolução é, entre outras coisas, contra a assim chamada harmonia tipográfica da página do livro que está em oposição ao fluxo do estilo manifesto na página. Se necessário, usaremos três ou quatro cores diferentes e 20 diferentes estilos de tipos na mesma página.” (em Gottschall 1989: 17)"

"Possibilidades adicionais [de contraste, que era o princípio mais importante de sua nova tipografia] residem... No uso ocasional de letras desenhadas à mão-livre.’ (Tschichold1935/1967: 54). ‘Os signos e letras da sala de composição não são os únicos meios à disposição da nova tipografia... Assim como na fotografia normal, existem variações que podem ter seu lugar na nova tipografia; por exemplo, fotogramas ..., fotografia em negativo, dupla exposição e outras combinações...Uma ou todas essas podem ser usadas a serviço da expressão gráfica... Embora a fotografia seja o meio mais importante de expressão pictórica na nova tipografia, isso não exclui o uso de desenhos lineares livres ou diagramáticos.’ (Tschichold 1935/1967: 84-86)"

"As técnicas sejam agora diferentes, o propósito do design tipográfico não tem mudado. É o de comunicar palavras: sem palavras, em primeiro lugar, a tipografia não existe [!]. A tipografia é o meio pelo qual palavras, concebidas na mente de alguém e então postas no papel com uma pena ou lápis, são postas à disposição de todo o mundo.’ (McLean 1980: 9, ênfases minhas)"

"O chamado desktop publishing (DTP), nome pelo qual ela é internacionalmente conhecida hoje em dia à prática da editoração eletrônica, se tornou uma alternativa viável e quase equivalente à combinação tradicional fotocomposição-fotogravura, a partir de 1984, quando surgiu o microcomputador Macintosh da Apple, que podia gerar, processar e exibir desenhos, fotos e tipos gráficos em monitores preto-e-branco com uma boa resolução gráfica (72 pixels/inch), para posterior impressão das arte finais em dot matrix printers (impressoras matriciais de agulha), de igual resolução (72 dots/inch ou dpi), ou, como logo se tornou standard, em laser printers de 300 dpi ou em imagesetters de 1200 dpi ou mais."

Flávio Vinicius Cauduro
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade dos Meios de Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (FAMECOS-PUC/RS).






04 / 08 post view:: 01 02 03







...continua na próxima quinta.








0713 conv. Jefferson Cortinove

Wednesday, 5 December 2007

Magazine Luiza faz acordo com YouTube.



Site vai exibir vídeos da rede de varejo para elevar vendas online.

Um ano depois de ter comprado o site de compartilhamento de vídeos YouTube por US$ 1,65 bilhão, o Google dá o primeiro passo para explorar comercialmente esse negócio no Brasil. Ontem, o Google, o maior site de buscas do mundo, e o Magazine Luiza, a terceira maior rede varejista de eletroeletrônicos do País, fecharam uma parceria que prevê a exibição de vídeos informativos sobre o funcionamento dos produtos vendidos no site da varejista. A tecnologia de armazenamento e transmissão dos filmes será feita pelo YouTube.

"Essa é a primeira parceria do YouTube com o comércio eletrônico na América Latina", afirmou o diretor-geral do Google no Brasil, Alexandre Hohagen. Nos Estados Unidos, a companhia fez um acordo semelhante com a varejista Target Direct, disse. O executivo não revelou se negocia contratos parecidos com outros sites de comércio eletrônico, mas destacou que não há exclusividade nesse acordo.

A parceria prevê também um canal do Magazine Luiza dentro do YouTube. Segundo o diretor de Vendas e Marketing do Magazine Luiza, Frederico Trajano, a companhia investiu R$ 1,5 milhão no projeto. "A remuneração do Google virá das campanhas com links patrocinados do Magazine Luiza." O executivo destacou que vai ampliar de R$ 9 milhões neste ano para R$ 14 milhões em 2008 os gastos em propaganda no meio online. Desse total, 50% dos recursos serão destinados para sites de busca.
(Agência Estado)






0713

Tuesday, 4 December 2007

Desabafos 39 – “O refém”



Naquela noite,
o descanso,
a paz e o sono.
Foram roubados.
amordaçados,
violentados.
Na era cotidiana.

Comum violência,
estado de choque.
Barbárie ou terrorismo.
Ruim educação,
maldita fome,
premeditada miséria.
Sobre a mira.

Minha cabeça,
ideologias,
trabalho.
Frente,
um alucinado,
perdido armado.
O seqüestrador.

Alarmado,
atrás o Estado.
Corrompido,
estúpido e criador.
Animais selvagens,
perigosos e sem raciocínio.
E o refém psicológico.







willians de abreu

Monday, 3 December 2007

Lula, TV digital e o governo brasileiro.



Bem, por esses dias ouvi diversas coisas, entre elas, um amigo que encontrei no barzinho que ‘adotei’ como uma espécie de canto de leitura predileto. Sim, costumo ir até lá para ler um pouco. Às vezes encontro algum conhecido, na última, avistei Carlinhos, por aqui seu codinome, me perguntou ironicamente. Se eu me fazia um cronista irônico ou um discípulo de Ubaldo Ribeiro. (rs) Confesso que em fração de milésimos de segundos, eu pensei, e cheguei talvez na menos ridícula resposta. Tento escrever algo sempre. Algumas vezes melhora, outras vezes fico na dúvida...

Certamente, tenho sim um grande carisma pelos textos de Ubaldo, e logicamente, me influencio pela sua maneira de escrever. Mas, estou longe do perfil deste mestre. No momento, apenas tento alguma coisa. Veja você, auditório cheio, nosso ilustre senhor Lula, seu discurso sempre escrito, anunciando a chegada da TV digital ontem, em seguida, a ilustre Dilma Rousseff falando do futuro uso da tecnologia digital como meio social no País. Ora tudo muito bem, tudo muito bonito. Porém, acho que tem algo errado.

Concordo, muito bem vindo toda a convergência, aliás, muito necessária por sinal. Se levarmos em consideração as tendências mundiais para os próximos anos. A começar pelo seu mundinho mesmo, isso, este nosso mundinho ‘parafernalho tecnológico’, observando, você já terá uma série de dúvidas e possíveis respostas.

Agora, ferramenta social, de acesso a informações do governo, aham, e a maldita falta de saneamento no país que ainda é umas das maiores. A péssima educação, onde temos no site do governo, por exemplo, classificação de escolas com lousa e escolas sem. Sem porta, sem muro, sem livro, sem professores e em algumas regiões nem sequer existe uma. Podemos ver algum lado positivo? Sim, a chegada da TV digital, ‘seus problemas acabaram... ’ Ironia ou não, o Brasil e seus problemas conhecidos, herdados e postergados.

Ao ponto de não se ver um fim. Desigualdade já nem se fala, o povão já até se acostumou. Adolescente presa em cela masculina, não quero nem tocar no assunto, tem cidade onde nem se tem cadeia para mulher. Não defendem tanto a igualdade entre os sexos?

Pois é, nosso ilustre presidente, seu emperrado PAC, seu ‘apeloso’ possível terceiro mandato, a TV digital com as promoções de conversores nas ‘Casas Bahia’ e o governo fajuto, ou mero corrompido no ano de 2008. Marcas do que se foi? Não, realidade mesmo do nosso próximo ano.







0713

Saturday, 1 December 2007

Iron Maiden em março de 2008.



O Iron Maiden se apresenta no Brasil em março de 2008 durante a turnê "Somewhere Back In Time". Os shows acontecem em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. A última vez que o grupo esteve no país foi em 2004, e o piloto do avião que trará o grupo ao Brasil será o vocalista Bruce Dickinson.

A primeira apresentação acontece em São Paulo, no dia 2 de março. Depois, a banda segue para Curitiba (4), e no dia seguinte (5) toca em Porto Alegre. O serviço com locais e preços para as duas últimas cidades não foram divulgados.

Para a vinda ao País, o grupo utilizará um Boeing 757 customizado com cerca de 70 pessoas e 12 toneladas de equipamento.
No repertório, a banda anunciou seus principais clássicos, especialmente aqueles frutos das turnês "Powerslave" (1984-85) e "Somewhere in Time" (1986-87), e se apresentará na formação clássica do grupo, com Dickinson nos vocais, Harris no baixo, Nicko McBrain na bateria e os guitarristas Dave Murray, Adrian Smith e Janick Gers.

Com mais de três décadas de existência, 14 álbuns de estúdio, seis álbuns ao vivo, 14 vídeos e diversos singles, o Iron Maiden é uma das mais importantes e bem sucedidas bandas de toda a história do heavy metal, tendo vendido cerca de 100 milhões de álbuns em todo o mundo.

Seu trabalho influenciou diversas bandas de power metal, thrash Metal, speed metal e death metal e são citados como influência por bandas como Hazy Hamlet, Slayer, Angra, Helloween, Death, Megadeth, Dream Theater e Umphrey's McGee.

"Somewhere Back In Time" - Quando: 2 de março de 2008, às 20h, abertura dos portões 15h - Onde: Parque Antarctica (tel. 0/xx/6846-6000) - R$ 100 a R$ 250
(Folha) Leia +








0713

Friday, 30 November 2007

O mundo está cheio de gente criativa.



"O mundo está cheio de gente criativa - em especial crianças - mas a maioria delas não tem nenhum canal para expor suas idéias...” - Pier Ludovico Bancale (BootB)

Bem, já dizia algumas vezes... No mundo virtual as coisas acontecem e irão acontecer. E não é por menos, quem consegue inovar e aproveitar o máximo dos meios interativos, na maioria das vezes, tem tido sucesso. Já há outros, que dizem, não estamos usando nem os tais ‘benditos’ 30% da suposta capacidade de uso da internet. Em outras palavras, utilizando de forma planejada e inteligente os formatos de mídia interativa e seus ‘derivados’. Mas, sempre existe alguém no ‘pensamento diferente’. Conheça o BootB, lançado esta semana.

“Um novo mercado online para a indústria de serviços criativos é lançado hoje. BootB permite que qualquer um em qualquer lugar responda aos briefs criativos das maiores companhias do mundo e receba fees profissionais por suas idéias. Se você já viu um anúncio e pensou "eu poderia fazer isso", (ou "eu poderia fazer melhor que isso"), BootB é para você. Qualquer um, em qualquer lugar com qualquer tipo de impulso criativo está convidado a responder aos briefs criativos disponibilizados em BootB pelos maiores anunciantes. Crianças e donas de casa em Marrakesh são tão qualificadas quanto executivos de publicidade na Madison Avenue. E as agências publicitárias são bem-vindas também - se elas não tiverem medo da concorrência que está lá fora...” (AdNews) Leia +

"O BootB.com é um site participativo da publicidade mundial lançado ontem em 17 países. Funciona de 2 formas - ou vc posta idéias para que as empresas comprem ou vc resolve jobs postados por empresas e, caso sua idéia seja a melhor entre outras de todo o mundo, vc embolsa 90% da grana. O job mais baratinho que vi era de U$ 10 mil. Os desafios sao muito bacanas e já existem grandes empresas (Lego, Peugeot) participando". Priscila Serra (bluebus)







0713

Thursday, 29 November 2007

O experimentalismo e a desconstrução tipográfica.



As questões de Semiótica ditam sempre a sensibilidade e a coerência dos designers e artistas plásticos. Sim, regras como no ‘automático’ do profissional de cada um, são utilizadas no dia-a-dia. Tomar cuidado com signos e elementos tipográficos ideais dentro de cada proposta de layout, são fundamentos primordiais para o enriquecimento do trabalho, como também proporcionam um maior sucesso na comunicação. Este é o nosso 3º post, tenha uma boa leitura e até a próxima.

“A linguagem e a escrita são dois sistemas de signos distintos; o segundo existe com o único propósito de representar o primeiro. O objeto lingüístico não é ambas as formas escritas e faladas das palavras; as formas faladas tão somente é que constituem o objeto. Mas a palavra falada está tão intimamente associada à sua imagem escrita que a última termina por usurpar o papel principal. (Saussure 1916/1974: 23-24, ênfases minhas)”

“Privilegiar a fala tratando à escrita como uma representação parasítica e imperfeita da mesma é uma maneira de por de lado certas características da linguagem ou aspectos de seu funcionamento. Se distanciamento, ausência, desentendimentos, insinceridade e ambigüidade são características da escrita, então ao distinguir a escrita da fala se pode construir um modelo de comunicação que toma como norma um ideal associado à fala – onde as palavras sustentam um sentido e o ouvinte pode em princípio pegar precisamente o quê o locutor tem em mente. (Culler 1982: 100-101, ênfases minhas)”

“Derrida indica a impossibilidade de um simples escape da metafísica: não é possível simplesmente rejeitar tais noções como ‘conceito’, ‘significado’, [conteúdo,] etc.: ‘eles são necessários e presentemente pelo menos nada pode ser pensado sem eles’ (De la Grammatologie, p.25). A questão não é [simplesmente] refutar estas idéias mas sim como ‘sacudir por completo’ a tradição da qual fazem parte.”

“O signo é o ‘elemento central de nossa cultura’ e é devido à primazia que lhe é conferida nas teorias do sentido e da linguagem que tem possibilitado a repressão do materialismo. Contudo, por sua ambigüidade, o signo também abriu a possibilidade de afirmação do materialismo. Porque tão logo se questione a noção de ‘significado’, o próprio signo é problematizado, o que sugere que a linguagem é um movimento de significantes.’ (Coward & Ellis 1977:125, ênfase minha)”

Flávio Vinicius Cauduro
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade dos Meios de Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (FAMECOS-PUC/RS).






03 / 08 post view:: 01 02









...continua na próxima quinta.









0713 conv. Jefferson Cortinove

Wednesday, 28 November 2007

Domingo entrada da TV digital no Brasil.



Hélio Costa diz que vai trabalhar para ter conversor da TV digital a R$200,00.

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse, nesta terça-feira, durante jantar de comemoração de 45 anos da Abert, que irá trabalhar para que sejam concedidos incentivos fiscais como os dados aos computadores populares, para que se chegue a um preço de R$ 200,00 para os conversores da TV digital.

"Para que se possa ter a popularização da TV digital precisamos ter a caixinha conversora, o set top pox, a preços populares. Somente vamos conseguir isso se dermos para essa caixa os mesmos incentivos dados para o computador popular, o que seria capaz de fazer o preço chegar a R$200,00. Vamos trabalhar nesse sentido" prometeu Hélio Costa, em discurso na solenidade da qual participava o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mônica Tavares (O Globo)

No mesmo dia arrancam as emissões de um novo canal estatal, a TV Brasil. O Brasil vai entrar na era digital da televisão no domingo, dia 2 de Dezembro. O fato já está a ser comemorado como um grande momento, comparável ao início das transmissões, em 1950, e à entrada da TV a cores, em 1972, pelo presidente da Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e TV (ABERT), Daniel Slaviero.

As transmissões começam por São Paulo, principal centro econômico do país, e a partir de Abril será a vez do Rio de Janeiro, seguindo-se o resto do país. No entanto, as televisões convencionais (com sinais analógicos) podem continuar a ser usadas até 2016, uma vez que para acesso à TV digital haverá necessidade comprar um equipamento de conversão (perto de 400 euros) ou de novos aparelhos de TV.

No mesmo dia 2 de Dezembro começará a funcionar a TV Brasil, uma rede do Estado. O Presidente Lula garante que não será uma rede para fazer propaganda do Governo, mas uma rede pública, a exemplo da inglesa BBC. A oposição, no entanto, promete lutar contra a TV Brasil, por temer que venha a ser usada com fins político-eleitorais. A TV Brasil não foi criada por projeto de lei debatido no Congresso, mas por medida provisória (MP). A TV Brasil junta-se, assim, à família Marinho, que detém a Globo, Igreja Universal do Reino de Deus ( Record); Sílvio Santos ( SBT) e família Saad ( Band). Sérgio Barreto Motta (Diário de Notícias)








0713

Tuesday, 27 November 2007

Desabafos 38 - "A posteridade do ato"



Caminhava,
ele e sua irmã.
Na rua da feira,
já não havia barracas.
Apenas restos,
e uma mulher.
O saco enorme.

Recolhia tudo,
lixo de frutas.
Pedaços das vendas.
Ao passar por eles,
queria ajuda.
Parou o menino,
mandou não pediu.

Carregue este saco.
Menino pegue aqui.
Indefeso e confuso,
ele foi...
Torto, fatigante.
Mau chegara,
a primeira esquina.

Salvo pelo criador,
seu pai que vinha.
Pare aí.
Sua aproveitadora.
Estúpida e sem noção.
Aquela cena, aquele dia.
Na posteridade da menina.







willians de abreu

Monday, 26 November 2007

Novela enroscada no mesmo capítulo.



Bem, não sou um telespectador de novelas. Espero que não me entenda mal, não vou me aprofundar no assunto novelas disto ou daquilo. A idéia nem é essa, mas, veja você. O dia-a-dia do governo até parece uma novela.

Chata, redundante e se me permite, repetida, repetida, repetida... Várias e várias, ridiculamente, a coisa não muda. Ora, sai ministro, entra ministro e se acusa novo ministro. Novo isso, novo aquilo, aquilo outro. Sem contar a tremenda ‘cara-de-pau’ de alguns absurdamente ‘bestiais’ abusados e sacanas.

É cidadão, acontece tanta imundice nos bastidores de repartições públicas, que te digo com sinceridade. Ainda bem que não sabemos de tudo, se não, haja ‘enfartado’. No mínimo iria sobrecarregar o já sobrecarregado falido SUS. Que absurdo falar isso, deve ser para alguns, talvez pobres alienados dos bolsões vitalícios e criadores do que tratamos, ‘buraco’ sem fim.

Bom, eu queria mesmo ter que mudar este maldito enredo da crítica de segunda, sim, acredite você que eu quero. E deixando mais claro, tomara que já mude logo os holofotes, pois, cretinagem existe em todos os lugares. Os cretinos se isentam dos cargos para saírem do foco da mídia. Depois, os mesmo, são vistos em praias e tal... Curtindo o prazer da vida de cretino. E que vida!


Chega, o restante prefiro deixar na sua reflexão...






0713

Saturday, 24 November 2007

Cai o número de alunos.



Cai o número de alunos da rede pública inscritos na Fuvest 2008.

Caiu neste ano o número de alunos que estudaram em escolas públicas e se inscreveram na Fuvest. Amanhã, na primeira fase do exame, serão 46.309 candidatos que cursaram o ensino médio público. Isso representa 32,8% do total de inscritos, o menor índice desde 2002. No fim de 2006, eram 49.340 (34,8%). A queda ocorre no segundo ano de um programa de inclusão lançado pela Universidade de São Paulo (USP), que pretendia justamente atrair mais estudantes da rede pública para o vestibular.

Estatísticas semelhantes foram registradas também na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Na Fuvest ainda, esse contingente já tinha diminuído no ano passado, primeiro ano do Inclusp, o programa de inclusão da USP, que dá pontos a mais para o grupo que veio de escolas públicas.

Especialistas e estudantes ouvidos pelo Estado acreditam que esses resultados estão ligados à criação, em 2005, do Programa Universidade para Todos (ProUni), pelo governo federal. O ProUni já distribuiu 300 mil bolsas de 50% e 100% a alunos de escolas públicas em faculdades privadas de todo o País.

"Mesmo que eu entrasse na USP, não teria condições de pagar livros, transporte, moradia fora da cidade", diz a vestibulanda Vanessa Daiane dos Santos, de 17 anos, que estuda numa escola técnica estadual de Mogi das Cruzes e vai prestar Administração só em faculdades privadas. Com a bolsa do ProUni de 100%, ela acredita que sai ganhando. "Na universidade privada não há tanta exigência, não preciso pagar e ainda posso trabalhar ao mesmo tempo", afirma.

"O lado ruim disso é que muita gente está trocando o desafio de ter uma boa formação numa universidade pública pelo caminho mais fácil", diz o coordenador do vestibular da Unicamp, Leandro Tessler. A instituição teve um pequeno aumento, de menos de 100 estudantes neste ano, entre os inscritos vindos de escolas públicas, o que o coordenador considera "irrelevante". Uma queda de 5% já havia sido registrada entre o ano retrasado e o passado. "Tenho certeza de que é o ProUni. Isso está acontecendo em universidades públicas de todo o País."
Renata Cafardo(Estado) Leia +








0713

Friday, 23 November 2007

Brasil se supera no Festival El Ojo 2007.



Brasil é o mais premiado nas categorias Promo e Interativo, Leo Burnett fica com Grand Ojo em Inovação.

A organização do El Ojo de Iberoamérica - festival promovido pela revista Latin Spots que aconteceu até nesta quarta-feira, dia 21, em Buenos Aires. Em Promo, o Brasil foi o país mais premiado com cinco medalhas (dois de Ouro, uma de Prata e duas de Bronze); seguido pela Espanha, com quatro; Portugal e México, com três; Uruguai, Argentina e Estados Unidos com dois; e República Dominicana, com uma. O Grand Ojo Promo foi para a Vitruvio Leo Burnett Espanha, para a peça criada para a TCM.

Na categoria Interativa, o Brasil também foi o País mais premiado e a Espanha levou o Grand Ojo, a exemplo do que ocorreu em Promo. O Brasil ficou com 16 medalhas (cinco de Ouro, cinco de Prata e seis de Bronze), seguido pelo México (quatro Ouro, três Prata e uma Bronze), Espanha (uma Ouro e três Bronze) e Argentina (dois Bronze). A agência Netthink Espanha, levou o Grand Ojo com a peça 'Impossible is nothing' para Adidas. A AlmapBBDO lidera o ranking das agências brasileiras na categoria Interativa ficando com oito medalhas. Regina Augusto(Meio&Mensagem) Leia +

Depois da possível frustração em Cannes neste ano, as agências brasileiras podem comemorar tranqüilas. Foram muito bem ‘obrigado’, no festival Iberoamericano. Destaque para uma agência que vem conquistando prêmios e mais prêmios. Em outras palavras, levando quase tudo neste ano. A AlmapBBDO, consolidou sua força expressiva no festival, ressaltando o que muitos já estão dizendo: “_ Amap consolida sua força agora também na mídia interativa...”.

Os ‘brazucas’, que já foram ironizados por ganharem prêmios apenas com banners, vem mostrando o contrário nas últimas premiações internacionais. A exemplo, os diversos cases vencedores e com estratégias diferenciadas e muito peculiares. A AgênciaClick que faturou o prêmio na categoria Inovação, com a campanha Interactiva de Cinema, conquistando o bronze com o case da Fiat, nos deixa claro isto, entre outras.

O destaque também, foi o bronze conquistado na categoria Interativa pela Giovanni+DraftFCB para Bristol-Myers Squibb, com o jogo online “Atchim Games”, onde aproveito para deixar meus parabéns para Rodrigo Buim (DA), que junto da equipe faturou mais essa. Ele que sempre tira alguma da ‘manga’.

No geral, foi um grande e merecido resultado para os profissionais da comunicação brasileira.






0713

Thursday, 22 November 2007

O experimentalismo e a desconstrução tipográfica.



Dando seqüência ao nosso estudo, hoje continuaremos com mais um pouco das narrativas do designer Vicente Gil, e também os relatos de Flávio Vinicius Cauduro, abordando o tema “Experimentalismo e a descontrução tipográfica”. Este é o nosso 02 post, da série de 08 no total. Boa leitura, até a próxima.

“Ao contrário do que possa parecer, as experiências apresentadas aqui são resultado de muita pesquisa, pesquisas práticas, mas assim mesmo pesquisa. Porque, na verdade, a grande transformação tecnológica foi a de facilitar um número infinito de experimentos, contribuindo para o desenvolvimento de novas linguagens, de novas posturas e, principalmente, o desenvolvimento de linguagens próprias e particulares de cada designer. os limites são definidos por nosso pensamento, em constante evolução. o bom trabalho em design gráfico necessita de muita pesquisa, e da nova ferramenta tecnológica, o computador, que, bem utilizado, amplia as possibilidades.”

“Paralelamente, o trabalho envolveu basicamente a utilização de tipos clássicos, considerados os melhores, em seu redesenho digital.”

“A luta pela manutenção dos livros como forma de comunicação em um mundo conturbado pela presença de diferentes e novas mídias, que se justifica em termos de que eles deverão ser repensados, deverão deixar fluir a emoção contida nas mensagens e conseqüentemente tornar-se mais envolventes para que não morram.”

Vicente Gil
Designer Gráfico Brasileiro / Revolução dos Tipos / Tipografia Clássica

“Possibilidades adicionais [de contraste, que era o princípio mais importante de sua nova tipografia] residem... no uso ocasional de letras desenhadas à mão-livre.’ (Tschichold1935/1967: 54). ‘Os signos e letras da sala de composição não são os únicos meios à disposição da nova tipografia... Assim como na fotografia normal, existem variações que podem ter seu lugar na nova tipografia; por exemplo, fotogramas..., fotografia em negativo, dupla exposição e outras combinações... Uma ou todas essas podem ser usadas a serviço da expressão gráfica....Embora a fotografia seja o meio mais importante de expressão pictórica na nova tipografia, isso não exclui o uso de desenhos lineares livres ou diagramáticos.” (Tschichold 1935/1967: 84-86)

Flávio Vinicius Cauduro
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade dos Meios de Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (FAMECOS-PUC/RS).





02 / 08 post view:: 01






...continua na próxima quinta.








0713 conv. Jefferson Cortinove

Wednesday, 21 November 2007

R$ 1 bi em internet rápida sem fio.



Embratel investe R$ 1 bi em internet rápida sem fio.

A Embratel investirá até março do ano que vem US$ 600 milhões (R$ 1,048 bilhão) na transmissão WiMAX, uma tecnologia de banda larga sem fio de grande alcance, informou o diretor de Vendas, Flávio Augusto Gomes, no Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicações da Câmara Americana de Comério (Amcham), em Curitiba.

"É uma tecnologia que dispensa fios e cabos, usando ondas de rádio e com o diferencial do grande alcance que é possibilitado, podendo transmitir dados, acesso à internet e telefonia", disse Gomes.

Até março próximo a tecnologia estará disponível em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Campo Grande, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza. A meta da empresa é, depois dessas cidades, cobrir as capitais restantes e posteriormente todo o Brasil.

Segundo o diretor, a Embratel espera uma grande adesão, já que o serviço envolverá desde residências até empresas, independente do tamanho. Outro programa que também está sendo tratado com atenção é o Embratel PME, voltado a um melhor tratamento das pequenas e médias empresas. Milton Rocha Filho (Agencia Estado) Estadão






0713

Tuesday, 20 November 2007

Desabafos 37 - "A clonagem maldita"



Clonagem,
cópia fajuta.
Pretensiosa,
discriminatória.
São avanços,
não é retrocessos.
Incitação ao divino.

Hipócritas,
assassinos.
Nos diversos,
mortos embriões,
apenas um e defeituoso.
Enganadores,
enganados.

Não se assuste,
esta é uma cópia.
Mal feita retardada.
Tome é sua.
Leve-me,
não tenho,
ninguém nem sentimentos.

Sou sujo,
manipulado.
Cobaia,
copiado e reproduzido.
Sou você,
ou desgraçada imitação.
Não me deixe aqui.






willians de abreu

Monday, 19 November 2007

Feriado e mais feriado, o Brasil sempre pára.



Bem, todo o brasileiro gosta de um feriado. Sim, e olha que a gente tem bastante. Às vezes, chega a ser até demais. Não me leve a mal, mas se o País funcionasse como deveria, talvez, os feriados não seriam um grande problema.

Mas o problema, é que ele não funciona como deve. E com a ajuda dos feriados aqui e ali. A coisa realmente não vai. Ora, observamos o cenário. Que cenário? Travado por diversas medidas provisórias em pauta, o congresso não anda. Aliás, depende do ponto de vista. As principais votações entre elas as medidas contra criminalidade, a extinta reforma política e o fantasma ‘pra boi dormir’ do PAC, estes vão bem, mas bem longe da pauta. O lance agora é de fato tentar prorrogar a usurpadora CPMF.

E veja, os ‘caras- de- pau’, aproveitam para falar em redução da alíquota atual 0,38% para a mísera e ridícula 0,36%. Falando no sentido literal, isto, que eles chamam de redução necessária para a aprovação da tal prorrogação até 2011, eu chamo de ‘estado cretino da aguda safadalesca’.

Tente entender o termo, e logo você chegará a um sentido literário do mesmo, tenha certeza. Nos chamam de ‘bobocas’ todo o santo dia, falam em nome do povo, que povo? E não tem nenhum pudor em querer criar artifícios para tanta roubalheira. Ah, e o tal do Renan? Este agora depois de ‘lutas e lutas’, parece que realmente vai ser cassado, será?

Bom, resumindo, nos feriados, os da cretinice não trabalham e nem pensam. Na véspera eles param e também não pensam. Quando voltam, eles também não trabalham e não pensam. Será que já virou rotina?

Sei lá, só de pensar já assusta...








0713

Saturday, 17 November 2007

Internet pré-paga em 2008 .


Vivo e Claro lançam internet pré-paga em 2008.

A Vivo e a Claro preparam-se para lançar em 2008 internet pré-paga para popularizar totalmente o acesso no País. São 35 milhões de usuários de internet no Brasil. Para a Claro, a maior demanda reprimida está concentrada nas classes de mais alta renda, ainda não atendidas apenas por questões geográficas. A internet pré-paga seria destinada ao público de mais baixa renda, tal como ocorreu com os telefones celulares que já ultrapassam 110 milhões de unidades.

Uma das opções em estudo pela operadora de serviços é a de cartão pré-pago de internet. Outra alternativa é o download do serviço com controle de créditos via internet. Neste caso, apenas a popularização bancarizada teria acesso ao serviço já que para a liberação de crédito seria utilizado débito em conta corrente ou cartão de crédito. Isso no entanto, reduziria o número de consumidores em potencial: o total de brasileiros com acesso aos bancos é de 40 milhões.

Já o diretor de produtos e serviços da Vivo, Alexandre Fernandes, acredita que banda larga para todos é um tema envolvente. "Inclusão digital é mais do que inclusão social. Antes, o acesso banda larga era para pessoas jurídicas. Era comum ver pessoas com laptop apenas no aeroporto. Agora, a pessoa que vai para a praia no final de semana leva o laptop. A Vivo chega até onde a internet discada não chega. É um grande negócio para 2008", afirmou na manhã desta terça-feira, 13, durante o 1º Seminário Wireless Broadband "A banda larga sem limites", realizado em São Paulo pela Converge Comunicações.

Em 18 de dezembro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) fará leilão para licenças 3G. O preço mínimo total das licenças será de R$ 2,8 bilhões. Os contratos devem ser assinados em janeiro de 2008. Vivo e Brasil Telecom já manifestaram interesse na aquisição. "As tecnologias 3G e wimax não brigam entre si. A gente joga com as tecnologias que me são oferecidas. Para definir qual tecnologia usar, podem ser feitas operações-teste ou análises teóricas. Quanto 3G ou wimax vão crescer? Não temos essa resposta. A gente não dita as regras", afirmou Frasson.
Sandra Silva(Meio&Mensagem) Leia +








0713

Friday, 16 November 2007

Quebra de paradigma com a chegada da convergência.



Existe sempre um especialista para prever isto ou aquilo. Com todo o respeito a eles, afinal, os ‘caras’ estudam muito para defenderem suas teses. Por isso são especialistas, mas, são mortais e também erram.

Sim, também, e tenha certeza isto não é difícil, ainda mais se tratarmos do mundo digital. Coisas acontecem e irão acontecer, acredito, em uma velocidade muito maior do que os anos anteriores de agora pra frente. Será de fato uma ‘Matrix’, (rs), calma! Vamos chegar lá.

Se olharmos para fatos passados, poderemos identificar diversas teses que não se concretizaram ou ainda, que nem passaram perto de acontecer. A exemplo, vou me referir a um clássico. Lembra-se do ‘Bug do Milênio’, previa com a chegada do ano 2000, que nossas ‘célebres’ máquinas entrariam em uma espécie de ‘Overclock’, e como uma ‘síndrome’, ficariam todas desmemoriadas. Pois é, os especialistas erraram.

Um dos fatos recentes, vejamos. Desde o desenvolvimento dos computadores residenciais, os especialistas sempre acreditaram que a tal da Convergência Digital, seria atribuída e concedida pelos tais computadores. Certo? Errado, e bem errado. A convergência está vindo e sendo antecipada mundialmente por causa dos celulares. Sim, a tecnologia mobile está sendo a grande responsável por tamanha corrida até a convergência.

Apenas para se ter uma idéia, e não me levem a mal, mas a Click para variar já sabe muito bem disto. A exemplo, seu atual case, o Fiat Punto, que antes do lançamento e se não me engano das outras mídias, a agência lançou de primeira mão um site para os celulares. Tamanha a importância da mobilidade dos meios.

Ora, há uma década atrás, me lembro a alegria de um amigo ao me mostrar um aparelhinho pequeno e até ‘bonitinho’. Que ironia, era o chamado BIP, sim, aquilo parecia ser um avanço tremendo. Hoje, caiu no esquecimento e os adolescentes atuais, já nem sabem que existiu o tal aparelho. Que coisa não.

Com as recentes mudanças no cenário, a comunicação mais do que nunca vem sendo influenciada pelos novos meios. E, os profissionais de comunicação que se atentem. Adequar suas estratégias e campanhas às novas plataformas de comunicabilidade tem sido a expertise dos últimos tempos.

Por fim, tenha a certeza. Felizes são as agências que mantém seus célebres nos estudos e compreendimento do cenário, em outras palavras, os que observam e antecipam os fatos...







0713

Thursday, 15 November 2007

O experimentalismo e a desconstrução tipográfica.



Confesso que teremos algo inédito eu acredito tanto nas demais blogsferas como também por aqui. A exemplo, os nossos estudos sobre Design, que sempre são publicados em 04 posts. Isso já não é comum nos blogs, mas, se faz necessário tendo em vista a complexidade dos estudos apresentados. Resumir um estudo em um post, além de não ser confortável para uma leitura rápida, acaba se obrigando sacrificar informações mais do que necessárias.

Bem, neste estudo, existe toda uma complexidade que necessita de uma maior abrangência de informações para que os aficionados em design como eu, possam ter de fato uma base sólida sobre o tema. Por isso, especialmente, este estudo será exposto em 08 postagens. E digo, não da para perder nenhum. Estaremos tendo como capas dos posts, as peças de Neville Brody, David Carson e Vicente Gil.

Com a ajuda do artista plástico e designer gráfico Jefferson Cortinove, reunimos um vasto material e com toda a sinceridade pude aprender muito nestes dias de pesquisa. Desejo a todos uma ótima leitura.

“Quando um designer gráfico vê um livro, o vê de forma diferente. Observa sua tipologia, analisa seu acabamento, o papel utilizado, os detalhes inseridos e principalmente a qualidade da impressão. O leitor comum, ao contrário, não é capaz de identificar fatores que tornam esse contato visual mais ou menos agradável. Dificilmente ele irá prestar atenção à tipologia e, muito menos, atribuir-lhe o fato de ter uma leitura confortável.”

“A menos que o livro contenha elementos gráficos diferenciados e capazes de despertar a atenção, a atitude do leitor tende a ser passiva, acomodada. No máximo, comentará que não há nada incomum no texto ou, então, reclamará com relação à dificuldade de leitura, caso a tipologia utilizada tenha uma formatação muito pequena.”

“Essa postura passiva e acomodada do leitor, aliada aos processos produtivos e industriais de materiais impressos, fez durante muito tempo com que os livros permanecessem quase que imutáveis. Os tipos eram apenas formas fixas a serviço da boa legibilidade, objetivo maior durante séculos. O conteúdo e as experiências gráficas apresentadas neste trabalho têm o objetivo de fazer o leitor pensar. Pensar em design gráfico e no enorme poder que o design tem, esse poder multiplicado pela própria evolução da tecnologia e pela conseqüente transformação no modo de produção.”

Vicente Gil
Designer Gráfico Brasileiro / Revolução dos Tipos / Tipografia Clássica




01 / 08 post









...continua na próxima quinta.








0713 conv. Jefferson Cortinove

Wednesday, 14 November 2007

Agora vai 1GB no YouTube.



"YouTube Multi-Video Uploader" permite upload simultâneo de vídeos. Novo software está disponível de graça no Baixatudo.

Além de anunciar em seu blog oficial que a partir de agora os usuários podem incluir arquivos únicos de até 1GB no YouTube, o popular site de compartilhamento de vídeos lançou um programa especialmente desenvolvido para possibilitar o upload de múltiplos vídeos de uma só vez. O YouTube Multi-Video Uploader, já está disponível para download gratuito no Baixatudo.

Embora o tamanho dos vídeos tenha recebido um upgrade e tanto, o limite de duração dos arquivos permanece o mesmo, ou seja, 10 minutos. Com isso, a partir de agora os vídeos oferecidos no YouTube poderão contar com uma qualidade de resolução bem maior.

Quem preferir pode continuar fazendo uploads únicos através do formulário mantido no próprio site. Mas essa continuará sendo a única opção para usuários de Mac, já que, pelo menos inicialmente, o YouTube Multi-Video Uploader só está disponível para usuários de Windows.
Myléne Neno(G1)








0713

Tuesday, 13 November 2007

Desabafos 36 - "Conquistas do dia"



Não se fala,
não se consegue.
Não se tem.
Diálogo,
amor,
tolerância.
Não se tem nada.

As conquistas,
o seu dia.
Sua caminhada.
Esperam mais de você.
Lembrar a história,
o início,
sua raiz.

Que tão disperssa,
não te chama.
É desatenção.
Não se fala,
nem se lembra.
Enterra no nada,
vira lenda.

Você perdido,
sem memória.
Sem nação,
sem história.
Desiludido,
só reclama,
e só chora.






willians de abreu

Monday, 12 November 2007

Os críticos que nos entenda.



Todos já sabem do meu apreço pelo Caderno Cultural do Estado. Sim, já deixei claro isto algumas outras vezes. Gosto de ler os colunistas entre eles o meu preferido e ilustre João Ubaldo Ribeiro. Não deixo de ler as críticas do Ubaldo, e isso, já caiu na minha prazerosa rotina. Quem também acompanha, já deve ter lido um pouco do jornalista Daniel Piza, outro mortal que escreve também coisas interessantes.

Porém, neste domingo Daniel fez uma crítica aos críticos segundo ele. Ele dizia, “Como se via nos botequins e hoje se vê nos blogs, a troca de idéias logo vira acúmulo de adjetivos e opinião emana sem argumentos, emotivamente polarizada.” Daniel se referia as críticas políticas ou o que ele sugere como ‘acúmulo’ nos blogs.

Ora Daniel, há de se concordar que existem sim muitos blogs ruins, e muita gente falando coisa sem ao menos fazer uma prévia análise ou no mínimo um levantamento de dados para se dar base para as afirmações aqui e acolá. Agora, os blogs meu caro, tornaram sim uma espécie de oportunidade e canal democrático. Em outras palavras, as blogsferas deram vida às informações antes só encontradas nos meios de comunicação tradicionais.

Já sobre as críticas ao governo, não tem dado para silenciar. Todo dia tem praticamente um escândalo novo e parece até que o noticiário não muda. Tirando os crimes da violência social que aumenta a cada dia, safadeza na politicalha virou moda já faz um bom tempo.

Talvez isto explica, este “acúmulo de adjetivos e opinião”. O Daniel por exemplo, mantém seu blog, na maioria das vezes com assuntos sobre futebol e outros, mas, também aproveita as vezes para se falar de política.

Veja, é natural as pessoas comentarem de assuntos como política, por exemplo. Este tipo de assunto às incomoda e suas blogsferas talvez sejam seu único meio de ‘grito’ ou levante de reflexão. Não descartando o cuidado e o amadurecimento nos comentários e pré-análises sobre os posts. Agora, eu não concordo ser correto sair escrevendo na coluna, que blogs viraram acúmulos disto ou daquilo. Já foi se o tempo, que blogs eram diários pessoais e coisas do tipo.

Hoje por exemplo, é dia de análise política nesta blogsfera, os leitores que a visitam na segunda, já sabem que irão ler uma crítica política. Em geral, todas elas são acompanhadas de dados sobre isto ou aquilo. Sendo mais claro, arrombos e falcatruas na máquina pública. E veja você, sobra assunto neste aspecto, será fruto do acaso? Ou melhor dizendo, cotidiano da política brasileira.

Tomara que um dia, não tenhamos que relatar tanta ‘palhaçada’ na política e talvez haja mais blogs falando sobre outros assuntos...








0713