Monday, 27 August 2007

A “Prostituição Socializada".



Em uma rodinha de amigos neste fim de semana, ouvi um termo muito interessante. A conversa muito prazerosa por sinal, me despertou a ir em busca de realmente entender tal menção e visualizar o que anda acontecendo bem na frente dos nossos olhos, ou pelo menos nos olhos da mídia talvez.

A “Prostituição Socializada”, pois bem, o que de fato seria? Vejamos, algo certo comodismo por parte de todos? Ou ainda, um cenário típico dos dias atuais? Perguntas e respostas, fato é, os ‘benditos’ embusteiros parlamentares, salvo ‘um’ ou talvez ‘dois’ dos 500 que existem fora os comissionados e tantos mais, que se prostituem socialmente.

Sim, socialmente. Ou seja, trabalham, possuem família, tem filhos, vão a escolas. Famílias inteiras às vezes, titios, primos, irmãos e por aí vai. Socializadamente eles se prostituem. É tudo muito normal, afinal, é só aprender entrar no esquema. Ops! Nos esquemas, são muitos.

Sem contar que ultimamente, os embusteiros vem se lamentando frente às câmeras em relação à mídia. “Oh,.. eles não estão nos respeitando”. Ora bolas, quem não nos respeita são eles. Roubam todo o santo dia. Assistir tele-jornal ‘virou’ sinônimo de corrupção.

E o tal Renan, este pelo jeito não sai mesmo. Ridículo é vermos tudo isto assim, otários tranqüilos. Não me leve a mal, me encaixo perfeitamente nisto. Não é o mais correto sairmos no quebra, mas ao menos nos manifestarmos pelos meios disponíveis.

Por exemplo, porque não indicar este link, não fomentar discussões sobre o assunto, comunidades e tantos outros. Usar a coisa a seu favor, se é que me entende.

Em pensar que certos indivíduos no Rio, impediram o início de um curso de inglês que seria ministrado em uma associação de apoio a prostitutas dentro de uma comunidade na periferia da cidade. Pois é, travaram o projeto que tem o apoio de psicólogos, médicos e ajuda da CUFA, tudo de forma voluntária. Adivinha porque, como era antes do PanRio, eles alegaram que elas iriam se comunicar melhor com os gringos.

Sem mais, fica no ar: Você concorda com o termo “Prostituição Socializada”?




0713

1 comment:

Rodrigo Pastorelli said...

malandro com o aparato de malandro oficial,
malandro candidato a malandro federal,
malandro com retrato na coluna social;
malandro com contrato, com gravata e capital, que nunca se dá mal.

haha
[]s