Tuesday, 1 April 2008

Desabafos 52 – “Passos Paulistanos”



Passos acelerados,
corridos fumegantes.
Sopra puxa,
assopra o abafado.
Na estação,
no corrimão.
Sou eu articulado.

Cabeça erguida,
olhar infinito.
Lúcido ligado,
enobrece atenção.
Passagem desconhecido,
solitário na multidão.
Corre segue a fila.

Com licença,
trago a mochila.
Mera parada,
um cochilo.
Não durma não,
antenado sempre vindo.
Meu passo apertado.

Sobe a esquina,
prossegue escadaria.
O trem apita,
o metrô correndo.
É o seu dia,
todo o momento.
Passos paulistanos.



willians de abreu

2 comments:

rdg said...

Pow Will... isso da som hein?!? =)
massa velho... abraçon!
R

willians de abreu said...

opa demorou... vamos fazer!!! :)